[my] n e s t

Os bastidores da [minha] vida, o blogue, nasceu por vários motivos mas acabou por se tornar na concretização da minha paixão por decoração e pelo meu próprio lar. A minha casa é o meu mundo, nela passo grande parte do meu tempo, aqui trabalho, aqui brinco, educo e crio as minhas filhas, nela namoro, recebo os amigos, planto, mudo, pinto, adiciono, subtraio, daqui saiu e aqui regresso com uma enorme vontade de regressar.


A pequena casa onde vivo desde Abril de 2011, numa pequena localidade da zona rural de Inglaterra, é alugada. Tenho o meu coração preso nela como se fosse minha. Embora saiba que um dia sairei daqui, talvez para uma casa da qual seja proprietária, sei que para onde for guardarei esta comigo e dela levarei esta sensação de lar que cultivo aqui ou no outro canto da Terra.

Não sou materialista, não guardo coisas sem fim, não coleciono objetos, as minhas peças decorativas favoritas são livros, plantas e molduras. Mudar de casa não me assusta, gosto muito desta, está muito bem localizada, gosto do tamanho que tem (se fosse minha fazia algumas alterações), gosto de abrir a porta das traseiras e deixar o calor entrar nos dias de sol, gosto (ainda) mais agora que pintei as paredes de branco, gosto da rua, simpatizo com a vizinhança e a renda é bem apelativa. Assusta-me porém o trabalho que terei quando sair daqui, o tanto que já juntei, o tanto que teria de levar comigo.
Escrevo-vos sentada à mesa da sala de jantar, uma mesa que precisa ser restaurada - lixada e pintada de branco - esta é a divisão onde passo mais horas, aqui se passa tudo, nela mantenho sempre uma jarra de flores frescas, são elas que me alegram os dias sem sol. A nível estético, esta (ainda) não é a divisão que mais gosto, acho que nesse ponto empatam o nosso quarto e a sala de estar (quando está arrumada, sem brinquedos espalhados pelo chão, claro). 

Sonho com uma cozinha grande, com espaço para tudo, para eu cozinhar, ele conversar comigo e elas brincarem à nossa volta. Sonho com uma lareira a sério onde possa queimar a lenha no inverno e encher o ar de aconchego. Sonho com a união entre a sala de estar e a de jantar, sonho com uma janela  aberta de par em par para o jardim nos dias de Verão. Sonho com um quarto que possa encher de brinquedos só para elas brincarem e desarrumarem. Sonho com a garagem para o carro e sonho com o anexo no fundo do jardim para eu trabalhar em paz.

Sonho com muito mas nada existe de tão certo como a certeza de que farei um lar em qualquer parte do mundo, com quaisquer par de paredes, o lar está em mim, no meu amor por ter um refugiu quente a onde voltar, venha de onde vier.